Networking na vida profissional: 11 dicas de como fazer na prática

Quantas vezes recebemos indicações de outras pessoas em novas oportunidades de emprego ou negócios, não é mesmo? O networking na vida profissional é uma das chaves para conseguir mais sucesso ao manter conexões com as pessoas certas.

No entanto, construir uma boa rede de contatos não é uma tarefa fácil, sobretudo para quem é mais tímido. Sem contar que algumas profissões pressupõem uma rotina mais isolada, sem muitas interações entre as pessoas.

Nesse contexto, as redes sociais têm se apresentado como uma boa solução, desde que as relações virtuais não se sobreponham às reais. Neste post mostramos 11 dicas práticas para você fazer networking na vida profissional. Continue a leitura e saiba como aplicá-las no seu cotidiano!

Networking: o que é e para que serve

A junção das palavras net (rede) e working (trabalhando) dá vida a um termo que estrutura e constrói uma conexão entre pessoas e profissionais para troca de experiências e oportunidades, seja de trabalho, conhecimento ou mesmo afinidades.

Assim surgiu o networking, a chamada rede de contatos que potencializa ofertas de empregos e negócios por meio de relacionamentos desenvolvidos nos diversos canais de comunicação profissional, alguns deles com finalidades específicas voltadas para o trabalho.

Importância de um bom networking

Existe um ditado que diz “o que não é visto, não é desejado”, que pode ser aplicado aqui, de uma forma bastante objetiva para dizer que se você não criar maneiras de apresentar suas competências e habilidades para o mercado, dificilmente será lembrado em uma oportunidade.

Um bom networking serve para evidenciar tudo aquilo que você tem a oferecer ou pode alcançar, mas para isso, é fundamental criar relacionamentos e laços com quem tem o poder de dar continuidade a essa rede até chegar a um determinado objetivo.

Contudo, qual a real importância de manter um networking ativo?

Ampliar as oportunidades de emprego

Se você está em busca de uma boa e desafiadora oportunidade de emprego, quanto maior a sua rede, mais chances de apresentar suas qualificações e ver crescer as possibilidades de conquistar uma boa vaga naquela empresa dos sonhos.

É preciso manter o contato e demonstrar o interesse por assuntos relacionados à sua área de formação e conhecimento. Para ser convidado a participar de um processo seletivo, existe um diferencial que chama a atenção daquela pessoa específica e essa é uma interação que pode resultar em um final feliz.

Conhecer profissionais de diferentes áreas

Apesar de o profissional especialista ser valorizado, você não precisa conhecer pessoas e profissionais apenas da sua área ou do segmento da sua empresa. O networking, naturalmente, vai fazer com que você se conecte a profissionais também de outras áreas.

Dependendo da sua formação, profissão e experiência, você terá um bom perfil para diversos segmentos. Por isso, abra o leque de possibilidades, incluindo em seu círculo de relacionamento todos os profissionais que podem, de alguma forma, contribuir para o seu sucesso.

Obter uma promoção

Falamos do mercado, da rede de relacionamento externa, mas em muitos casos ele é essencial exatamente dentro da empresa. Dependendo do tamanho e da estrutura da organização, nem sempre você terá contato direto com seus superiores, por exemplo.

Entretanto, usar a rede social profissional para se conectar com essas pessoas pode mostrar qualificações do seu perfil que não são evidenciadas no dia a dia e, assim, nascer a oportunidade de subir mais um degrau na empresa, naquela promoção almejada.

11 dicas para fazer um bom networking

Veja, na prática, como construir uma boa rede de relacionamentos profissionais e amplie seus horizontes.

1. Ajude pessoas

Da mesma forma que as pessoas podem contribuir para a sua vida profissional, você também pode ajudar a delas. Essa é uma maneira bem simples e efetiva para fazer networking e manter as relações no futuro. Afinal, um profissional sempre vai lembrar daquele que foi útil em algum momento. 

É bom destacar que esse tipo de ajuda não significa troca de favores. A verdade é que, de uma forma ou de outra, quando beneficia alguém, você recebe de volta. O lado empático deve prevalecer, sem criar a sensação de que você faz o bem esperando algo em troca.

Isso pode acontecer, por exemplo, ao indicar um bom profissional para uma vaga como parceiro de negócios. Indiretamente, a competência dele se refletirá no sucesso dessa parceria. Ou seja, não espere que a pessoa retribua, pois, os benefícios em ajudá-la virão de outra forma.

2. Utilize as redes sociais

Na vida pessoal já usamos as redes sociais há muito tempo. Contudo, só nos últimos anos — sobretudo com a expansão do LinkedIn — é que elas passaram a ser utilizadas também para a vida profissional. Até nas mais populares pelo caráter mais íntimo, como o Facebook e o Instagram, a criação de páginas de empresas e de profissionais tem aumentado consideravelmente.

O motivo é óbvio: se na realidade é difícil ter contato com uma quantidade maior de pessoas, isso não acontece no mundo virtual. Dá para se conectar e manter relações com profissionais e empresas de todos os lugares. Portanto, aproveite todo o potencial das redes, desde que seja com ponderação e coerência com a sua área de atuação.

3. Busque afinidades

As relações mais duradouras são aquelas em que as pessoas mantêm interesses em comum. Ora, isso é fácil de entender, uma vez que essas afinidades são o que as une, principalmente na área profissional. Basta pensar que faz mais sentido manter relações com arquitetos se você é engenheiro ou tem uma construtora, do que com músicos, por exemplo.

Obviamente, vai depender de quais são seus objetivos e os da outra pessoa. Entretanto, ter afinidades é uma maneira não só de se aproximar dos outros, como fortalecer o relacionamento futuro.

4. Seja presente

Nas redes sociais, como o LinkedIn, é muito comum os usuários adicionarem uns aos outros e depois desaparecerem. Pode até parecer útil, em um primeiro momento, criar o máximo de conexões, mas não é!

Tanto no ambiente digital quanto no virtual, é fundamental continuar presente no dia a dia das pessoas para, de fato, fazer networking na vida profissional. Portanto, converse, interaja, compartilhe e troque informações. Sempre que possível, marque um café com aquela conexão que só existe na internet para que ela se estenda para a realidade.

5. Use sua criatividade

Quer muito conhecer alguém relevante para o seu meio profissional? Então, seja criativo! Para se destacar entre tantas outras pessoas, de nada adianta fazer uma abordagem como outra qualquer. 

Saiba manter uma conversa interessante, divertida e fora do lugar-comum. Claro que isso não significa tentar aparecer e muito menos ser desagradável. Contudo, ser criativo e simpático é uma ótima maneira de realmente conquistar as pessoas.

Nas redes sociais, por exemplo, em vez de apenas curtir e compartilhar publicações de outros, apresente suas ideias e discuta suas opiniões com originalidade. Ao desejar feliz aniversário, por exemplo, pode ser melhor mandar um simples parabéns do que aquele cartão colorido e impessoal retirado do Google.

6. Transmita sinceridade

Infelizmente, muitas pessoas tentam ser o que não são nas redes sociais e até na vida real. Contudo, essa prática é muito ruim, não só por não ser verdade como também por tornar as relações superficiais.

Por sinal, tem gente que confunde fazer networking na vida pessoal com tirar proveito dos outros. Consequentemente, utilizam de artifícios falsos e antiéticos para se beneficiar com seus relacionamentos. Assim, procure ser sincero e inspirar confiança nas pessoas. Com isso, você pode conquistar novas conexões e ainda ganha muitos pontos com as atuais.

7. Mantenha-se informado

Essa dica é importante para o ambiente real e ainda mais para o virtual. Se alguém aceita fazer parte da sua rede de conexões é porque tem interesse em saber o que há de mais relevante e novo na sua área. 

Por isso, procure estar sempre bem informado sobre os temas relacionados à sua profissão, ao mercado de trabalho, entre outros temas. Leia, pesquise, converse com outros profissionais, enfim, busque as informações onde elas estiverem.

8. Cultive os relacionamentos

Daí que você teve todo um trabalho para atrair novos contatos e estabelecer conexões. Foi criativo, sincero e correu atrás daquelas pessoas bem interessantes, tanto pessoalmente quanto pela internet. Isso não significa que a sua missão tenha acabado. Pelo contrário, só está começando.

Entenda que o networking deve ser cultivado dia a dia e que o contato com as pessoas e profissionais da sua rede não deve acontecer apenas quando você estiver precisando — curta as postagens das pessoas conectadas em suas redes sociais, interaja com elas, parabenize por uma conquista e marque em algo que você sabe que seja do interesse.

Enfim, não suma e de repente apareça do nada. Se o networking é uma rede de relacionamentos, faz todo o sentindo mantê-lo ativo e interessante, para que seu perfil receba constantes visitas ou que você seja lembrado em situações positivas.

9. Participe de eventos

Os eventos são oportunidades reais de networking, pois permitem uma proximidade maior com as pessoas e possibilitam fazer novos contatos. Eventos como palestras, feiras, congressos, conferências e seminários são excelentes para trocar experiências e ideias, atualizando o portfólio de relacionamento.

Dentro desses eventos você vai encontrar diversas pessoas, dos mais variados perfis. Filtre as conversas e crie maior conexão com aquelas que demonstram interesses similares aos seus.

Assim, quando você as encontrar em fóruns e debates, promovidos por canais como o Facebook e LinkedIn, rapidamente se estabelecerá um diálogo mais profundo e isso pode resultar, inclusive, em um desejo de parceria profissional para desenvolver projetos em determinada área.

10. Converse sobre o mercado de trabalho

Falar sobre o mercado de trabalho é abrir a mente para as mudanças e inovações. Todos os dias surgem novas ideias e um profissional que deseja se destacar deve se inserir no mercado com disposição para se transformar junto com ele.

Encontre pessoas que estejam dispostas a dialogar sobre o futuro das profissões, tendências das áreas e metodologias de trabalho arrojadas, para alcançar metas ousadas e objetivos focados em resultados.

Quanto mais você se inteirar sobre as novidades, mais facilmente se relacionará com diversos tipos de pessoas, com propriedade para falar sobre assuntos complexos e contribuir de uma forma consistente para um diálogo produtivo — algo muito bem-vindo em empresas que buscam profissionais diferenciados.

11. Faça cursos

Mesmo que a sua formação e a sua experiência sejam vastas, jamais pare de aprender, pois, os cursos são um complemento e uma atualização. A formação acadêmica, para muitas áreas, é determinante na vida de um profissional, mas muitos cursos servem para contextualizar a atualidade.

Faça cursos que tenham a ver com a sua área de atuação e encontre diversos outros profissionais em busca do mesmo objetivo. Será um momento de troca e aprimoramento profissional, mas essencialmente de oportunidade de fazer networking e aumentar a rede de relacionamento.

Benefícios do networking na vida profissional

Quando falamos em networking e no quanto ele é importante para o desenvolvimento e a vida de qualquer profissional, queremos fortalecer a ideia de que as oportunidades surgem de pessoas para pessoas, mesmo com todas as interferências virtuais.

Como um networking bem desenvolvido, você terá a oportunidade de se inspirar em pessoas, melhorar e fortalecer os relacionamentos, fazer novas amizades, aprimorar conhecimentos, desenvolver habilidades, trocar ideias, acompanhar tendências, ter acessos às melhores oportunidades, entre outros.

Não se esqueça de que a concorrência profissional está cada vez mais intensa e que existem muitos profissionais em busca de uma oportunidade. Muitos investem pesado em networking pela capacidade e velocidade de resposta que essa estratégia pode devolver a quem se envolve com ela.

O fato é que fazer networking não se trata só de adicionar pessoas ou ter muitas curtidas na sua página. Os relacionamentos da sua rede, novos ou antigos, precisam ser cultivados constantemente, com conteúdo, informação, interação e, principalmente, uma boa conversa.

Enfim, fazer networking na vida profissional requer tempo, dedicação e muita paciência. Não é algo construído de uma hora para outra. No entanto, ao fazer parte do seu dia a dia, passa a ser natural e a fluir. Portanto, dedique-se à sua rede e preste atenção a todas as oportunidades que possam surgir. A partir daí, é só colher os frutos desse empenho!

E você, quer aumentar o seu networking? Então, assine a Compliance News no formulário abaixo e receba novos conteúdos sobre este e outros assuntos direto na sua caixa de entrada.

Nenhum comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.