Migração de Carreira — 5 Motivos Para Ingressar em Compliance

Se você está em busca de entender mais sobre o processo de migração de carreira, precisa conhecer os detalhes da área de Compliance. 

Esse ramo tem ganho muita notoriedade no mercado e, em meio a este cenário, tornou-se um grande atrativo para quem busca por novas oportunidades de carreira.

Por que fazer migração de carreira para a área de Compliance?

A migração de carreira pode ocorrer por vários motivos, como é o caso da busca pela realização profissional em outra área, maior reconhecimento, aumento de remuneração, busca por novas experiências, entre outras opções. 

Pense um pouco na situação que você está vivendo agora, pois essa autoanálise vai ajudar você a compreender melhor quais próximos passos deve tomar.

Talvez você ainda esteja em dúvida sobre a transição de carreira. Pensando nisso, listamos cinco motivos para você migrar para a área de Compliance, pois essa pode ser uma boa oportunidade para sua vida profissional.

 

1. A área de Compliance está em ascensão 

Compliance, por si só, tem um propósito muito bom, pois ajuda no combate à corrupção e em ações que levam indivíduos e organizações (empresas privadas, consultorias e também órgãos dos setores públicos) a “fazerem o que é certo”, o que já é um grande motivador.

Mas, além disso, também temos acompanhado os acontecimentos dos últimos anos, como a operação Lava Jato e outros movimentos políticos e de mercado que ajudaram a dar foco ao Compliance. 

Podemos citar como bons exemplos a criação da Lei Anticorrupção Brasileira e a entrada em vigor da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), fazendo com que o segmento ganhasse maior destaque e gerasse maior interesse nas pessoas.

 

2. Compliance conta com propósitos que vieram para ficar

Diferente de algumas oportunidades de carreira que tendem a “esfriar” com o passar do tempo, o Compliance nasceu para ficar. 

O mundo caminha para um modelo em que as relações serão feitas com base em princípios de transparência e ética. Portanto, todos países precisam se adequar para manter boas relações, serem reconhecidos pelo combate à corrupção, como também para atrair mais investimentos estrangeiros.

Por isso, junto com o propósito de cumprir corretamente com normas e regulamentações de forma legal e ética, a área de Compliance trouxe muitas oportunidades. 

 

3. É uma área com oportunidades na esfera pública e na privada

O Compliance trouxe novas perspectivas de carreira no âmbito público e privado. Profissionais que estão insatisfeitos com suas profissões, encontram no ramo uma nova chance de construir carreira com mais robustez. 

Esse segmento conta com um propósito bem definido e, por meio do conhecimento técnico e outras habilidades, é possível iniciar na área e construir uma trilha de carreira bem-sucedida.

 

4. Remuneração em Compliance apresenta boas opções 

A remuneração na área de Compliance tem boas perspectivas para muitos profissionais e para quem migra de ramo pode ser um retorno financeiro muito interessante. 

Contudo, é preciso que você analise o seu caso com particularidade, compreendendo de qual ramo e de qual cargo você está saindo para iniciar uma carreira em Compliance. Isso porque você precisa entender que, se você está em uma posição de liderança na sua área atual e mesmo assim quer fazer a migração de carreira para Compliance, precisará fazer algumas renúncias. 

Você estará no início de uma nova jornada profissional, ou seja, não terá como já começar em um cargo de alto nível se está entrando na área agora, não é mesmo? 

Porém, como você já conhece o cenário da área de Compliance, entende também que este ramo é promissor. Talvez, para mudar de carreira você terá que abrir mão do seu cargo e salário atual, mas poderá dar grandes saltos no futuro. Tudo é uma questão de organização e dedicação.

Como disse Raul Cury Neto, sócio fundador da VITTORE Partners, “quem tem muita experiência em uma área precisa estar preparado para ter uma mudança brusca de um cargo de liderança para entrar em uma posição de liderado. Mas, é apenas um ‘pedágio’ que se paga para crescer novamente nessa área”.

 

5. Compliance é e continuará sendo um dos pilares principais das empresas

Compliance é, de fato, uma área que veio para ficar. Algumas empresas ainda não nomeiam um setor especificamente para isso, mas já atuam com processos para garantir sua reputação — e isso só tende a crescer e se formalizar cada vez mais.

Muitas empresas já se preocupam com a criação e execução de um programa robusto de Compliance, garantindo a governança e trazendo sustentabilidade e reputação para a organização. Esse ramo torna-se cada vez mais estratégico para as organizações e você pode fazer parte disso.

 

Dicas para a sua migração de carreira em Compliance 

Agora que você já sabe bons motivos para fazer sua migração de carreira e iniciar a trajetória em Compliance, veja algumas dicas:

  • entenda exatamente o que é Compliance e o que faz um Compliance Officer — conheça a rotina desse profissional porque ele cumpre muitas atividades operacionais que podem não fazer sentido com o seu perfil
  • converse com um profissional da área — pergunte quais são os desafios de Compliance e até mesmo os “dissabores” enfrentados. Assim será possível ter uma visão ampla se esse tipo de carreira faz sentido para você;
  • invista na fluência de outra língua, principalmente o inglês — muitas empresas multinacionais são direcionadas pela legislação de fora, bem como muitas empresas brasileiras desejam expandir mercado afora, respondendo à legislação do exterior;
  • busque experiência — atue na área para começar a conhecer melhor os detalhes do dia a dia. Porém, caso seja difícil encontrar uma oportunidade remunerada para iniciar, você pode tentar um cargo voluntário ou até mesmo tentar ser um embaixador da área na empresa em que já trabalha atualmente. Caso essas possibilidades não funcionem, confira os dois próximos tópicos de dicas;
  • faça um curso que ensine a técnica e as qualificações comportamentais de um profissional de Compliance —  é importante que esse curso de Compliance seja renomado para que os conhecimentos sejam repassados com autoridade e para que você possa absorver todo o networking, o que pode abrir portas no mercado de trabalho;
  • expanda seus contatos — faça networking com os professores e também com os alunos do curso, pois muitos deles podem já estar no mercado e podem ser boas pontes para ajudar você.

Depois de conhecer alguns motivos para fazer uma migração de carreira e até mesmo dicas sobre como ingressar na área de Compliance, você também pode aprofundar seus conhecimentos com outras leituras. Confira mais conteúdos ricos como este no blog da LEC!

Imagem: Freepik