Metodologia de Humanização de Entrevista PEACE

PEACE: Plan, Engage e explain, Account clarification and challenge, Clousure, Evaluation.

Origens da Metodologia PEACE.

 Na Inglaterra e no País de Gales, nas décadas de 70 e 80, o Tribunal Nacional de Apelação percebeu que em vários casos de alta comoção as pessoas que haviam sido condenadas por graves crimes haviam feito confissões, que não eram voluntárias, sendo assim no início dos anos 90, foi realizado um esforço colaborativo entre policiais e psicólogos na Inglaterra e no País de Gales para desenvolverem uma estrutura de Entrevistas Investigativas para combater a proliferação de falsas confissões resultantes de um estilo acusatório de entrevistas, ou seja, o objetivo era o de tornar as Entrevistas Investigativas menos conflituosas e mais transparentes.

Importância de Ouvir o Entrevistado.

É importante ressaltar que quando um empregado é convidado a participar de uma entrevista investigativa ele não está em seu ambiente natural, logo é comum que ele apresente “sinais” que teoricamente possam sinalizar que esse entrevistado possui algum tipo de culpa, porém vamos as nossas situações da vida cotidiana  para checarmos se isso possui algum fundamento. Quando você está fora do país e um policial no aeroporto pede para revistar a sua mala, por mais que você não tenha feito nada de errado e esteja “aparentemente tranquilo”, você sabe que nessa situação a maioria das pessoas não agirão naturalmente. Vamos a uma outra situação quando você é parado na Blitz da Lei Seca, por mais que você não tenha bebido, pode ser que o equipamento não esteja funcionando adequadamente?  Pode ser que você tenha comido algo que acuse um certo grau de teor alcoólico, ou seja, mais uma vez a maioria das pessoas não estarão em seu ambiente natural e poderão apresentar uma linguagem corporal semelhante a de uma pessoa que não está falando a verdade.

Em uma Entrevista Investigativa quando tentamos ficar percebendo os trejeitos das pessoas para “adivinhar” se ela está mentindo ou falando a verdade esquecemos da parte mais importante, que é a de ouvir, uma vez que o objetivo de uma Entrevista Investigativa é a produção de Esclarecimentos.

Auxílio à Memória.

É muito comum que as pessoas que estejam sobre forte pressão emocional ou que tenham de falar a respeito de temas, que já aconteceram a muitos anos atrás necessitem de pistas adequadas como forma de poderem resgatar algum fato com o máximo de detalhes na memória. No PEACE o Entrevistador recriar o contexto dos acontecimentos através de técnicas que facilitem as lembranças do Entrevistado.

Postura Desejável do Entrevistador.

Os Entrevistadores são incentivados a serem respeitosos, justos e a construírem uma atmosfera psicológica favorável, para que possa ser criado um ambiente de mútua confiança. Vale destacar acerca da importância do comportamento não verbal do entrevistador na criação desse ambiente.

Parece inaceitável nos dias de hoje, porém ainda há Entrevistas Investigativas em que o Entrevistador balança a cabeça em sinal de negativo quando recebe uma resposta, fala em tom áspero, não permite que o entrevistado vá ao banheiro entre outras atitudes, fazendo com que o Entrevistado se sinta em um terrível filme investigativo de Hollywood. Esse tipo de comportamento diminui o nível de colaboração do empregado ao longo da entrevista, além de apresentar reflexos em seu nível de produtividade dentro da empresa.

O entrevistador deve mostrar-se como pessoa, distanciando-se o máximo possível do estereótipo de autoridade.

Uma dica importante é sempre chamar o Entrevistado pelo seu nome de preferência. Vamos a um breve exemplo hipotético: Uma pessoa que se chama Carlos Alberto Medina e que é conhecida pelo nome de Medina em seu ambiente empresarial e familiar se você passar a Entrevista chamando essa pessoa de Carlos Alberto ela tenderá a não se reconhecer e inconscientemente diminuirá o seu nível de colaboração ao longo da entrevista.

Objetivos da Metodologia PEACE.

O objetivo não é o de alcançar a confissão do entrevistado, uma vez que ele pode ser inocente. Vale lembrar que a Entrevista é apenas uma etapa do Processo de Investigação, ou seja, ainda que você não tenha a confissão do investigado, porém se houver provas documentais que provém o contrário não será por isso que o empregado não será sancionado, ou seja, a entrevista nada mais é do que uma oportunidade que o entrevistado tem para esclarecer os fatos.

Aplicabilidade da Metodologia PEACE.

O Peace é aplicável independentemente do tamanho da sua estrutura de Compliance, ou seja, ela é aplicável desde empresas que colocam a caixinha de recebimento de denúncias no banheiro até as grandes empresas que possuem modernos sistemas de ouvidoria com telefones 0800. A aplicabilidade também independe do tema abordado seja ele Fraude, Corrupção, Assédio Moral ou Assédio Sexual.

Em relação a este último segundo postado em 08/03/2020 10:15 no Site do Correio Braziliense. De acordo com o MPT (Ministério Público do Trabalho), os casos de assédio sexual e desigualdade salarial estão entre os problemas mais relatados pelas trabalhadoras. Nos últimos cinco anos, as denúncias de assédio sexual aumentaram 63,7%. No ano passado, 442 denúncias foram processadas pelo órgão.

A utilização da Metodologia PEACE se apresenta como de vital importância em todas as situações descritas anteriormente, porém principalmente em situações em que o entrevistado ou entrevistada se apresentem de forma tão vulneráveis.

Dica de um filme para entendermos melhor a importância da Metodologia PEACE: Olhos que condenam.

 

Fábio Alexandre é Instrutor e disseminador da metodologia de humanização de entrevistas PEACE.

 

 

Imagem: Freepik

Nenhum comentário

Sorry, the comment form is closed at this time.