7 Dicas Para Quem Quer Mudar de Carreira

Você já pensou em mudar de carreira e encontrar uma nova oportunidade profissional? Com tantas mudanças ocorrendo no Brasil e no mundo nos últimos anos, muitas oportunidades surgiram para profissionais que desejam atuar em outros ramos.

Pensando em como ajudar você a aproveitar as novas possibilidades do mercado, criamos este conteúdo com algumas dicas e boas práticas, mas também fomos além. Você vai conferir bons motivos para migrar para um ramo que está em ascensão.

Mudar de carreira também é mudar de rotina

A decisão de mudar de carreira é bastante importante e merece atenção para que você faça a escolha certa. Diferente de apenas mudar de cargo na mesma área, essa migração pode impactar sua vida em diversos aspectos com uma nova rotina, novas tarefas e novas oportunidades em um ramo diferente.

Antes de partirmos para dicas mais técnicas, é preciso que você considere fazer uma autoanálise para entender os reais motivos da sua migração e mapear quais são os seus objetivos profissionais e de vida. 

Isso porque, além de valorizar os benefícios financeiros de alguma nova área, é essencial que você opte por um ramo que realmente tenha afinidade e que tenha interesse em continuar aprendendo e crescendo em sua nova jornada.

7 dicas para mudar de carreira

Durante o processo de migração de carreira, todos os detalhes importam para que a sua escolha seja assertiva. 

 

1. Faça pesquisas sobre o mercado

Além dos seus gostos, é necessário que você analise o mercado e contexto atual para ficar por dentro das oportunidades e até para tentar identificar possíveis tendências e oportunidades futuras.

Por exemplo: desde a Operação Lava Jato no Brasil, a corrupção tornou-se um tema com ainda mais destaque e o ramo de Compliance ganhou mais atenção e, com o tempo, novas oportunidades.

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) também têm protagonizado entre os assuntos pertinentes do último ano, o que também pode ajudar você a identificar possíveis alertas sobre áreas de atuação que se tornarão cada vez mais relevantes.

Estes foram só dois exemplos para ajudar você a entender a importância de analisar o mercado para identificar possibilidades para o momento atual, mas também com um pensamento de médio e longo prazo.  

 

2. Invista em conhecimento e capacitação

Se tem algo que nunca será ruim em excesso, são novos conhecimentos e investimento em capacitação. 

Para mudar de carreira, além de vontade e determinação, é indispensável garantir conhecimento. Por ser um profissional sem experiência no ramo, você terá que se tornar relevante de outras maneiras, ou seja, buscando capacitação para ter as habilidades técnicas necessárias e também contar com um diferencial no currículo.

Pesquise sobre cursos e certificações interessantes para a área em questão que deseja ingressar e invista em você para colher bons resultados.

No segmento de Compliance, por exemplo, existem diversos cursos de capacitação que podem potencializar seus conhecimentos e as chances de ingressar no mercado. Além disso, quem opta por atuar neste ramo, também pode buscar uma certificação em Compliance para ganhar ainda mais diferencial competitivo. 

 

3. Desenvolva-se em uma língua estrangeira

Esta dica é para todos que desejam mudar de carreira, independentemente do segmento. Afinal, é cada vez mais necessário que um profissional saiba se comunicar em uma língua estrangeira para que possa expandir suas oportunidades de crescimento de carreira.

Isso porque as organizações podem ampliar a rede de relacionamento com outras empresas internacionais e você, enquanto profissional, também pode ganhar mais possibilidades de ampliar o networking e atuar com negócios mundo afora.

O inglês é muito importante, mas não se limite a esta língua, se não for sua prioridade. Podemos exemplificar com uma hipótese de que você deseje atuar com Compliance LATAM. Neste caso, será imprescindível ter domínio do espanhol e, mais especificamente, das regionalidades da língua do país em questão.

 

5. Converse com outros profissionais do ramo e com pessoas que já migraram de carreira

Nessa jornada de mudar de carreira, busque mais proximidade de profissionais do ramo para o qual você deseja migrar. Faça perguntas sobre a rotina de trabalho, sobre habilidades técnicas e comportamentais, entre outros detalhes que possam ser relevantes para tomar sua decisão. 

Ter uma visão de quem já atua no segmento pode ajudar a dar mais clareza se você terá afinidade com a área, se vai gostar de cumprir com todas as atividades do dia a dia. Essa é uma forma de analisar com mais praticidade e racionalidade se você se identifica com a área, incluindo as partes mais burocráticas.

Além disso, o que acha de conversar com outras pessoas que já passaram por essa transição? Essa troca de experiências pode ajudar você a identificar prós e contras e a entender quais passos pode seguir pela ótica de quem já viveu isso.

 

6. Amplie sua rede de contatos

Faça networking, ou seja, amplie a sua rede de relacionamentos. Lembre-se de que isso nada tem a ver com ser inconveniente e forçar uma proximidade com pessoas do ramo.

Um bom networking é aquele em que você se aproxima de outros profissionais para ter uma troca sincera de aprendizado. Talvez você tenha mais o que aprender do que a compartilhar neste momento, mas, com toda a naturalidade, você poderá fazer perguntas, tirar dúvidas e criar vínculos com pessoas de maneira fluida.

Utilize o LinkedIn ou outros canais digitais para acompanhar a trajetória de profissionais relevantes da área em questão e, quando surgir uma oportunidade, puxe assunto de forma leve, com base nos conteúdos que acompanha.

Por exemplo: vamos supor que você deseja mudar de carreira para o ramo de Compliance. Neste caso, você pode fazer uma lista de profissionais que são referência nessa área para acompanhá-los no linkedIn. Participe de eventos do segmento, ouça podcasts sobre Compliance, leia bastante e consuma conteúdos relacionados.

Ao fazer isso, você ganhará mais conhecimento para puxar assunto com os profissionais, comentar sobre a participação deles em algum evento, ou mesmo comentar sobre outros temas. 

O importante é que você busque ter essa interação de maneira mais natural e tenha a oportunidade de se conectar com pessoas que possam ajudar você durante a trajetória de migração. 

 

7. Desenvolva as habilidades técnicas, mas também as comportamentais

Além de se preocupar com as habilidades técnicas, não esqueça de que toda área conta com algumas habilidades comportamentais como destaque. 

Analise o ramo em que você deseja migrar e pense em como poderá potencializar ainda mais suas soft skills. Caso deseje ser um Compliance Officer, precisará compreender a técnica, mas também precisará ter um perfil comportamental de acordo com o cargo.

 

Motivos para migrar para a área de Compliance

Por conta de temas relevantes sobre corrupção, uso de dados e outros fatores, a área de Compliance está em ascensão. É um ramo que conta com valores de ética e transparência, que são tão importantes para agora, quanto para o futuro. 

Ou seja, é um segmento que veio para ficar e pode gerar novas possibilidades financeiras, com opções na esfera pública e privada. Mas estes são só alguns motivos para ingressar em Compliance, dentre tantos outros. 

Se você deseja mudar de carreira e quer ler mais sobre o assunto para tomar a decisão correta, continue conferindo os artigos do blog da LEC e faça um planejamento da sua migração de carreira!

Imagem: Freepik